GUARUJÁ ESQUECE HERÓIS DE 1932

Apesar de existirem leis municipais que determinam homenagens anuais aos heróis da Revolução Constitucionalista de 1932 em Guarujá -SP, a Prefeitura Municipal ignora o fato. E o pior, abandonou os monumentos que ela mesmo construiu, hoje depredados e esquecidos.

O busto de Thiago Ferreira, remador e futebolista morto em combate em 18/08/1932 está desaparecido, e apesar da Lei no. 469 estabelecer a criação do monumento e sua manutenção na principal artéria do Distrito de Vicente de Carvalho desde 1960, as homenagens que deveriam ocorrer todo ano deixaram de acontecer há muito tempo.

O obelisco que lembrava o combate aeronaval da Moela, ocorrido em 24/09/1932 defronte a Praia das Pitangueiras e que vitimou os pilotos constitucionalistas José Angelo Gomes Ribeiro e Mário Machado Bittencourt foi totalmente desfigurado.

Este monumento, construído conforme a Lei no. 348 de 1957, fica nos jardins da Av. Mal. Deodoro da Fonseca no centro de Guarujá, e deveria ser palco de homenagens anuais aos intrépidos heróis que morreram ao tentar romper o bloqueio do Porto de Santos, determinado pelo governo do ditador Getúlio Vargas em 1932. 

Dos detalhes originais que compunham o obelisco resta apenas a base de mármore fincada no solo, testemunha do descaso para com a nossa história.

NOTA: Veja mais informações sobre Thiago Ferreira na seção: Grandes Personagens

por Gilmar Domingos de Oliveira

Galeria

  • O busto de bronze de Thiago Ferreira ficava na praça defronte ao Terminal das barcas na Av. Thiago Ferreira. Foto AT.
  • Atílio Gelsomini exibe relíquia durante inauguração do obelisco da Praia das Pitangueiras em 1957. Foto AES.
  • Thiago Ferreira em foto de 1930.
  • Da esq. p/dir. José Angelo Gomes Ribeiro e Mário Machado Bittencourt pouco antes do ataque ao cruzador Rio Grande do Sul em 24/09/1932.
  • Esta era a situação do obelisco na Praia das Pitangueiras em Guarujá em 09/07/2010. Foto AES.
  • Ernesto Tilly Jr. pres. da Associação Ex- Combatentes de 1932  discursa em 09/07/2011 e lembra de Thiago Ferreira. Foto AES
  • Placa de bronze que havia no obelisco da Praia das Pitangueiras até 1984, quando desapareceu. Foto AES

Busca

Patrocinadores:


Almanaque Esportivo de Santos
Copyright © 1988/2014 - Todos os Direitos Reservados